Abertas as inscrições para o II Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, 30 de abril, em São Paulo, o anúncio da segunda edição do Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência. Estiveram presentes a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Dra. Linamara Rizzo Battistella; o Secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, representando o Governador Geraldo Alckmin; além dos representantes das empresas vencedoras de 2014 (Citibank Brasil, Itaú Unibanco e Serasa Experian), e do Diretor Superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, entre outros. Iniciativa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – Fipe, o Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência tem como objetivo dar visibilidade às boas práticas relacionadas a inclusão profissional de pessoas com deficiência, ao reconhecer e estimular as organizações a aprimorarem seus planos de inclusão profissional, com foco na construção e manutenção de um ambiente corporativo participativo, produtivo e igualitário, em que trabalhadores com e sem deficiência, juntos, contribuam para uma economia sustentável e humanizada.

A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Dra. Linamara Rizzo Battistella, declarou que, assim como no ano anterior, as empresas com mais de 100 funcionários, públicas e privadas, terão a oportunidade de apresentar suas experiências de inclusão profissional de pessoas com deficiência ao se inscreverem no prêmio. Ela ressaltou ainda a importância do trabalho na vida de todos, pessoas com e sem deficiência. “Precisamos entender o trabalho como fonte permanente de desenvolvimento pessoal. O trabalho tem função social e econômica, mas tem uma função pessoal muito grande que é a sensação de poder interagir, pertencer e construir um mundo melhor. O trabalho é a alavanca para desenvolvimento pessoal”. Outro destaque reconhecido pela Secretária foi o de transformar o Prêmio em algo que faça com que outras empresas pensem na inclusão. “É preciso transformar a iniciativa em um roteiro que possa proporcionar cada vez mais a inclusão das pessoas com deficiência e o valor da diversidade dentro do clima organizacional”. Dra. Linamara finalizou agradecendo as empresas e ressaltando a importância da iniciativa para a inclusão das pessoas com deficiência. “Fica o agradecimento às empresas que efetivaram esse compromisso por meio do prêmio, e todas são premiadas, ao se exporem a esta avaliação, dentro deste conceito do Estado. Mostraram que estão alinhadas com este mundo novo, que é o mundo dos direitos de todos, mundo da valorização da vida”. O Prêmio conta com a avaliação de cinco aspectos do ambiente das empresas: promoção da política dos direitos da pessoa com deficiência; igualdade de oportunidades; grau de sustentabilidade dos projetos; disponibilidade de recursos, materiais e psicológicos, que viabilizem ao trabalhador com deficiência condição plena para desempenho de suas funções, visando sua inclusão social; autonomia e independência no ambiente de trabalho; respeito à legislação e potencial de reaplicação e multiplicação das iniciativas. Os vencedores serão apresentados durante cerimônia de premiação em dezembro. As finalistas terão suas práticas divulgadas na publicação “As Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência – Práticas de Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho”. Em 2014, O I Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência contou com 56 empresas inscritas, das quais foram elencadas 10 finalistas e três vencedoras, além de cinco Boas Práticas que se destacaram por sua inovação, sensibilidade e engajamento. Os finalistas de 2014 foram: Citibank Brasil, Deloitte, Ernst Young, IBM, Itaú Unibanco, Magazine Luiza, Odebrecht, Sebrae-SP, Senac-SP e Serasa Experian. As cinco práticas que se destacaram foram: Alfaparf, C&C, Eaton, Hospital Albert Einstein e Natura. O Brasil tem, hoje, cerca de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Somente no Estado de São Paulo, são mais de 9 milhões. Uma em cada cinco pessoas com deficiência do país está no Estado de São Paulo, cerca de 20% da população. O Censo do IBGE de 2010 identificou que 2,8 milhões de pessoas com deficiência possuem ensino superior completo (incluindo mestrado e doutorado). Contudo, de acordo com levantamento realizado pela Fipe, 68,9% dos trabalhadores com deficiência sentem pouca ou nenhuma compatibilidade entre o cargo e sua escolaridade, comparado com 42,8% para pessoas sem deficiência, fator este que motiva a criação do prêmio. Para inscrição e mais informações sobre o II Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência: http://pmetcd.sedpcd.sp.gov.br.

Fonte: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/ultimas-noticias/abertas-as-inscricoes-para-o-ii-premio-melhores-empresas-para-trabalhadores-com-deficiencia-

Foto: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência


Nenhum tag.
Palavras-chave
Recentes